HOSPITAL SANTA FÉ BELO JARDIM-PE

quinta-feira, 29 de março de 2012

Eduardo entrega obras e ações em Cachoeirinha e Lajedo, no Agreste

O governador Eduardo Campos dedicou esta quarta-feira (28/03) a entrega de um conjunto de ações em dois municípios do Agreste Meridional pernambucano. Em Cachoeirinha, ele inaugurou o sistema de abastecimento de água e a Academia das Cidades do município. Já em Lajedo, o governador teve um agenda mais extensa com o lançamento do Programa Territórios Produtivos, a inauguração de outra Academia das Cidades e visita ã várias obras.
Com o novo sistema de abastecimento, Cachoerinha, que passava até 60 dias sem receber água, sai da lista de racionamento. Foram construídas uma estação de tratamento de água (ETA), quatro estações elevatórias, três reservatórios e uma adutora com extensão total de 38 quilômetros. As cidades vizinhas Agrestina, Altinho e Ibirajuba também foram beneficiadas pelas obras. No total, foram investidos R$ 21,6 milhões em recursos dos governos estadual e federal.

Ao discursar, Eduardo lembrou de outra importante obra para o abastecimento d’água na região: a Adutora do Agreste. O projeto, que está incluso no PAC 2, já está em fase de elaboração. “A Transposição do São Francisco tem dois braços. Do que vai na direção da Paraíba nós vamos drenar água para essa adutora que será a redenção por mais de 50 anos de todas as cidades do Agreste”.

            “Além de comprar água de carro-pipa, ainda gastávamos com energia para bombear a água para caixa d’água. Mas agora temos água pelo menos duas vezes por semana na torneira e ela ainda vem com pressão para subir para caixa”, comemorou a professora aposentada, Marluce Cintra.

Além de mais água nas torneiras, os moradores de Cachoeirinha ganharam uma Academia das Cidades. O equipamento ocupa uma área 3.235,00 m², localizado na Avenida Boa Vista, no acesso pela BR-423. O espaço, que recebeu um investimento de cerca de R$ 320 mil, conta com quadra poliesportiva, corredor de exercícios com equipamentos de ginástica e alongamento, além de espaços de convivência com mesas de jogos, playground e pista de Cooper.

“Agora a gente pode fazer caminhada. Antes tínhamos que fazer nas ruas, mas era muito ruim porque era cheia de subidas e descidas”, explicou a merendeira Maria de Lourdes Cavalcanti.


FESTA – Em Lajedo, na presença de centenas de agricultores rurais que lotaram o Clube Resplendor, o governador Eduardo Campos entregou títulos de propriedade de terra a mil agricultores de 19 municípios do Agreste Meridional. A ação, que contou com R$ 595 mil em investimentos, faz parte de um convênio celebrado entre o Governo de Pernambuco e o Ministério do Desenvolvimento Agrário.
“Nós sabemos que o título de propriedade é um sonho desses agricultores que vivem numa angústia de envelhecerem e não terem um papel que garanta para os seus filhos que aquele terreno lhes pertence. Este ano estamos entregando 21 mil títulos de posse, em 2013 serão 50 mil, e até 2014 vamos beneficiar 120 mil agricultores rurais”, assegurou Eduardo.
Há cerca de 30 anos, Dona Maria Carmelita da Silva planta feijão, milho e mandioca. Só faltava à agricultora um documento que comprovasse a posse da terra. “Esse sempre foi meu sonho, mas eu não tinha condições de pagar para ter esse título. Mas agora esse papel vai me ajudar a fazer empréstimo e poder pedir minha aposentadoria”, comemorou.
Além de acabar com os conflitos por posse de terra, o documento assegura aos agricultores o acesso ao crédito agrícola e também a benefícios previdenciários como a aposentadoria. Os agricultores beneficiados são dos municípios de Lajedo, Jurema, Lagoa do Ouro, Jupi, Paranatama, Iati, São João, Saloá Garanhuns, Palmeirina, Terezinha, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Correntes, Calçados, Canhotinho e Jucati.

Na mesma solenidade, Eduardo lançou o Programa Territórios Produtivos, uma grande parceria com os prefeitos de vários municípios pernambucanos. A ação, que conta com investimentos da ordem de US$ 135 milhões, vai fortalecer as cadeias produtivas do Agreste, aumentando o nível da produção e renda dos produtores e produtoras rurais. “Não haverá mais aquele pedido pontual para um município do território porque o foco será em todos os produtos que seguram milhares de pernambucanos que estão no campo”, explicou Eduardo. 
A ação beneficiará 180 municípios pernambucanos, onde serão elaborados 57 planos, contemplando as seguintes cadeias produtivas: Apicultura e Meliponicultura, Artesanato, Bovinocultura de Leite, Caprinovinocultura de Corte, Caprinocultura de Leite, Fruticultura, Grãos, Horticultura Orgânica, Mandiocultura, Inhame, Pesca Artesanal, Piscicultura e Turismo Rural.
Fechando sua agenda em Lajedo, Eduardo entregou 150 colméias para  apicultores, visitou a Usina Experimental de Valorização Energética da Manipueira, e esteve no canteiro de obras da Escola Técnica do Município e das 84 casas do Loteamento Frei Damião. Também inaugurou uma Academia das Cidades. 
 
TÚLIO CAVALCANTE
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Blog Paredão do Povo agradece a sua participação, mas não se responsabiliza por comentários dos participantes dessa página.